na madrugada

Escritora e apaixonada

Eu preparo um café ou preparo a minha vida?

Sobre

Eu acredito em amores eternos, daqueles que acompanham a gente pela vida inteira, como se tempo e amor se fundissem num só elemento, tornando-se imutáveis, indestrutíveis.

Um dia desses achei uma carta sua. Uma carta antiga. Uma carta onde você fazia juras de amor e declarava toda a sua paixão por mim. Não eram juras de amor, eram juras próprias de um coração que ardia na paixão mais cega. O problema da paixão, é que ela acaba. A paixão vai embora com a mesma intensidade e...